Menu
header photo

Blog Component

O melhor cartão de visita de eletricista que você já viu

cartao de visita eletrecista

O melhor cartão de visita de eletricista que você já viu

Criar um cartão de visita atraente é uma das necessidades de todos os profissionais que desejam ganhar destaque no mercado de trabalho, principalmente pela grande quantidade de profissionais e empresas que surgem todos os dias, tornando-se concorrentes diretos e necessitando criar diferenciais perante à eles para conquistar os clientes e convencê-los de benefícios exclusivos.

Como marketing pessoal, o cartão de visita deve demonstrar a qualidade e exclusividade dos serviços oferecidos por um profissional, com estratégias criativas que podem ser utilizadas no momento da construção desse material de trabalho.

Qual o melhor cartão de visita de eletricista

A aposta em cartão de visita básico é uma das práticas comuns para todos os profissionais que atuam nessa área, assim o melhor material do ramo também oferece um designer bastante simples, assim como informações claras para que os clientes possam facilmente encontrar o método mais rápido para a contratação de um serviço que muitas vezes é emergencial.

O melhor cartão de visita de eletricista que você já viu é constituído por duas faces, sendo que uma delas apresenta todas as informações necessárias para o contato dos clientes em um fundo branco, permitindo oferecer total destaque aos dados inseridos, incluindo o telefone de atendimento e alguns outros meios para conversar com o profissional.

Na outra face, o cartão de visita de eletricista torna-se bastante criativo e surpreendente aos clientes que irão recebê-lo, afinal o mesmo exibe, em um fundo preto, o símbolo de um raio que está diretamente ligado à eletricidade, proporcionando a correlação do segmento no mercado com imagens que o recordem.

O diferencial do cartão de visita de eletricista é que o símbolo de raio é totalmente impresso em uma cor neon, assim, com aplicação de materiais específicos, o material brilha no escuro, tornando-se exclusivo.

Como montar o melhor cartão de visita de eletricista?

Um cartão de visita de eletricista deve conter algumas informações básicas para que os
clientes e futuros interessados possam contatar o profissional quando desejado ou necessário, sempre incluindo os telefones que serão mais acessíveis, além de e-mails e até mesmo redes de contato na internet que podem ser utilizadas pelo público.


Normalmente um eletricista não possui endereço fixo, assim a localização torna-se um item descartável por oferecer atendimento residencial.

Assim como no exemplo do melhor cartão de visita de eletricista citado acima, é possível utilizar os dois versos do material para aproveitar ao máximo o espaço disponível, inserindo em uma das faces os contatos disponíveis e, na outra face, incluir um símbolo que possua relação com o dia-a-dia de trabalho do profissional, assim como raios, tomadas, conexões ou até mesmo artes mais abstratas e atrativas, juntamente com o nome de quem realizará o serviço e o cargo que atende, deixando claro o segmento do mercado que deseja atingir.

Uma possibilidade é a inclusão dos serviços realizados, porém atentando-se com a poluição visual do material.

 

O melhor cartão de visita de dentista que você já viu

cartao de visita de dentista

Há vários cartões de visitas que permitem surpreender seus receptores em diversas áreas e segmentos de atuação no mercado,
sejam esses construídos por profissionais ou por empresas, priorizando incluir elementos de um universo comum para que sejam utilizados para transmitir o intuito dos serviços prestados ou produtos oferecidos.


A construção de um cartão de visita de dentista pode ser um tanto quanto simples, porém criativa, encontrando modelos bastante agradáveis e que podem interferir diretamente nos resultados e retorno trazido.


Confira, abaixo, qual o melhor cartão de visita de dentista que você já viu.

Qual o melhor cartão de visita de dentista que você já viu?

Um dentista específico planejou todo o seu cartão de visita com base em uma brincadeira incluindo os próprios serviços que são oferecidos para seus pacientes, permitindo unir um material utilitário com inovação.

O melhor cartão de visita de dentista que você já viu foi construído em um envelope totalmente branco com o símbolo de um dente vazado, tornando-se algo bem simples para quem visualiza o material rapidamente.

Com o cartão inserido dentro do envelope, uma das fontes forma uma pequena mancha preta no dentre que está vazado, referindo-se à cárie.

Quando o receptor do cartão de visita abre o material, o mesmo deve puxar o cartão que está dentro e, consequentemente, retirar o pequeno ponto preto que estava no dente vazado, tornando-o “saudável” e simbolizando que o contato com o profissional da saúde específico também poderá resolver o problema de um paciente que sofre do mesmo mal.

O cartão interior que é puxado contém todas as informações que são necessárias para que o cliente possa contatar diretamente o profissional que está divulgando seu trabalho, assim como o nome completo, telefones e endereço do consultório para atendimento aos interessados ou necessitados pelo serviço que é disponibilizado.

O que usar em um cartão de visita de dentista para surpreender?

Para inovar em um cartão de visita de dentista é possível incluir uma série de elementos comuns que estão diretamente relacionados com o dia-a-dia profissional, assim como o próprio dente, como no exemplo citado acima.

Além de alguns outros equipamentos e objetos que são utilizados, como:

 

  • máscara,
  • cadeira de dentista,
  • escova de dente,


Dentre outros desenhos e imagens que representam o nicho de atuação que está sendo explorado.


Outra dica para usar em um cartão de visita de dentista para surpreender é mantê-lo o máximo possível com espaços em branco.

Afinal os pacientes que recorrem a um profissional do gênero desejam obter dentes cada vez mais brancos e bonitos, assim a cor branca deve ser uma das principais no item gráfico.


A poluição visual com vários elementos pode interferir diretamente na confiabilidade e segurança que é transmitida para o profissional de atuação da área, causando más impressões e podendo descartar diversos clientes por esse motivo banal.


Pode-se incluir redes sociais como forma de contato, mostrando fotos antes e depois de tratamentos dentários, por exemplo, transmitindo maior confiabilidade.

 

Qual cor não utilizar no seu cartão de visitas?

As cores utilizadas em materiais gráficos estão diretamente relacionadas aos sentimentos e sensações.

Essas sensações irão transmitir aos clientes e consumidores que receberem estes impressos, interferindo diretamente na opinião sobre a marca ou profissional e auxiliando na construção de uma imagem referente à empresa.

Para a construção de cartão de visitas, há algumas cores que devem ser evitadas de acordo com o tipo de negócio que for apresentado no material.

Algumas tonalidades que são menos indicadas para a aplicação nestes materiais e que podem trazer complicações tanto de visibilidade, quanto de ideia transmitida pela marca.

4 Cores Que Você Deve Evitar Usar Em Seu Cartão de Visita

1. Preto

A cor preta está muito relacionada à sofisticação, ao luxo e ao poder, sendo bastante utilizados por alguns escritórios de advocacia.

Que deseja transmitir esta ideia aos seus clientes, mas essa tonalidade deve ser utilizada com muita cautela por conta dos efeitos negativos que podem representar.

Primeiramente, a impressão em preto pode interferir diretamente na boa leitura de seu cartão de visitas, afinal, de acordo com o papel e as fontes utilizadas no design.

A predominância do preto pode interferir diretamente na visibilidade das informações contidas no material.

Sempre prefira combiná-la com fontes grandes e simples, preferencialmente em cores claras que possam ressaltá-las em meio aos tons escuros.

Além disso, o preto também é uma má ideia para utilizar no seu cartão de visitas caso seu ramo de atuação esteja conectado com algo relacionado à limpeza ou saúde.

A sensação transmitida pela cor pode significar luto ou sujeira, passando uma má impressão para seus clientes.

2. Vermelho

As tonalidades fortes de vermelho também podem interferir diretamente na imagem que é transmitida por seu cartão de visitas, sendo que o mesmo em predominância pode parecer muito exagerado à determinados clientes de acordo com seu segmento de atuação no mercado.

Para uma casa de massagem ou um spa, por exemplo, o vermelho pode não ser a cor mais indicada para construção de seu cartão de visitas.

A mesma está diretamente ligada com uma sensação estimulante que ativa emoções no corpo, aumentando a frequência cardíaca e pressão sanguínea, o contrário do que se espera de um local que promove conforto e calmaria aos seus clientes.

3. Roxo

O roxo é a cor que está diretamente ligada com espiritualidade e atividades cerebrais, tornando-se uma ótima forma de estimular a criatividade e inovação, não sendo muito favorável para a utilização por empresas muito tradicionais e que desejam seguir uma padronagem mais antiquada.

A tonalidade contrapõe o intuito da empresa e pode ser considerada muito chamativa e exagerada por clientes que possuam a mesma linha de pensamento dos valores da marca.

4. Dourado

A cor representa o luxo, a riqueza e a elegância, sendo bastante utilizada por profissionais ou até mesmo para produtos que ofereçam um alto poder aquisitivo, assim devem ser evitada em seu cartão de visitas caso seu serviço ou produto seja mais básico e para públicos de outra categoria financeira.

Os tipos de papel pa ra impressão

Há diferentes tipos de papel para impressão existentes no mercado, sendo cada um deles mais ou menos indicado para uma aplicação u material específico, podendo reconhecê-los de acordo com suas características.

Veja 8 Tipos de Papel Perfeito Para Impressão

#1 - Jornal:

Material mais sensível e indicado para a impressão de jornais, não sendo muito durável, porém oferecendo uma relação de custo e benefício agradável para os consumidores.

#2 - Kraft:

Amarronzado ou amarelado, o papel kraft normalmente é utilizado para embalagens, assim como sacolas e caixas. Pode ser utilizado com o intuito de representação de material reciclável em outros materiais.

#3 - Offset:

O papel oferece um brilho próprio e acabamento de cores bastante favorável para materiais com uma cartela de tons ampla.

#4 - Couché:

Material resistente de acordo com a gramatura solicitada, oferece acabamento e exibição de cores bastante favorável para impressão de diversos materiais.

#5 - Reciclato:

Papel destinado à pessoas que preocupam-se com o descarte do material por ser sustentável.

De acordo com a gramatura, pode ser utilizado para diversas aplicações, ainda que não seja indicado para muitos tipos de cores por conta de sua tonalidade natural.

#6 - Papel revista:

Para impressão de revistas, o papel revista é fácil de manusear, ainda que não seja muito duradouro.

#7 - Papel fotográfico:

Como o próprio nome diz, o papel fotográfico é utilizado para impressão de fotos, com um acabamento e brilho que permite excelência para este tipo de trabalho.

#8 - Cartolina:

O material é muito utilizado para usos mais caseiros, oferecido em várias cores.

#9 (BONUS) - Papel cartão:

Facilmente encontrado, possui uma textura diferenciada.

Muito utilizado para convites de ocasiões diversas e alguns tipos de panfletos por seu custo baixo e média durabilidade de acordo com a gramatura utilizada.

Tipos de papel para impressão em gráficas

As gráficas são os locais onde os consumidores interessados podem encontrar os diferentes tipos de papel para impressão disponíveis.

Permitindo solicitar as indicações de qual material pode ser melhor utilizado para determinada criação ou intuito do profissional ou empresa solicitante.

Além de optar por gramaturas variadas, aplicações diversas e outros detalhes que são realizados pela tecnologia empregada em máquinas que são apresentadas nestes estabelecimentos.

Os impressos solicitados em gráficas podem englobar o uso de diferentes tipos de papel para impressão de acordo com o próprio desejo do cliente.

O cartão de visitas é um dos principais materiais solicitados nesses estabelecimentos que engloba 4 conjuntos de possibilidades como:

             1 Modelos

            2 Formatos,

            3 Gramaturas e

            4 Texturas

Esses tipos de papeis podem ser utilizados para a construção do material, sendo muito comum o uso de papéis para cartão de visitas como:

  • Couché fosco (em gramaturas de 250g ou 300g);
  • Couché brilhoso (em gramaturas de 250g ou 300g);
  • Offset (em gramatura de 240g);
  • Reciclato (em gramatura de 250g)

Vale ressaltar que o papel reciclado é para profissionais que desejam demonstrar sua preocupação com o meio ambiente.

Para todos os tipos de papel para impressão citados, é ideal que seja feito um trabalho de laminação para o cartão de visitas, garantindo a durabilidade do material.

A escolha dos tipos de papel para impressão em gráficas permitem alterar diretamente o resultado do material de trabalho, assim é necessário escolher corretamente o formato utilizado antes de iniciar a produção.

Desvendamos o segredo do cartão de visitas mais criativo de todos os tempos

Apresentar um cartão de visitas chamativo e criativo é uma necessidade que é enfrentada por vários profissionais que desejam destacar-se no mercado e captar novos clientes.

O desafio é como conseguir uma grande quantidade de consumidores e um share relevante em sua área de atuação, principalmente superando seus concorrentes.

Inovar em um cartão de visitas permite que o material se destaque dentre os vários materiais que são recebidos diariamente pelos consumidores interessados.

Esses consumidores são bombardeados com mensagens, divulgações e publicidades.

Para ter resultados usando cartão você precisa de aspectos que realmente atraiam sua atenção e possam fazê-lo considerar sua marca e serviços.

Para isso, desvendamos o segredo do cartão de visitas mais criativo de todos os tempos, oferecendo ideias que podem ser aplicadas por outros profissionais que também desejam destacar-se em seu nicho.

À quem pertence o cartão de visitas mais criativo de todos os tempos?

O material foi criado por Jens Lennartsson, um fotógrafo que é especializado em viagens e estilo de vida e que ganha seu dia-a-dia apresentando-se para agências e diretores de arte que desejam contratar seus serviços.

Por conta da grande demanda que estes estabelecimentos sofrem de profissionais tentando uma oportunidade no ramo.

Jens sentiu a necessidade de destacar-se de alguma forma ao apresentar-se para estes locais, descartando o tradicional cartão de visitas em papel e apostando em um outro formato de material.

Qual é o cartão de visitas mais criativo de todos os tempos?

Para destacar-se sem utilizar um cartão de visitas simples...

Jens decidiu apostar em um pequeno boneco representando a si mesmo como profissional, construído com as roupas tipicamente utilizadas pelo profissional e caracterizando o boneco com uma câmera em sua mão, representando sua área de atuação e interesse de emprego.

O boneco disponibiliza uma representação perfeita do fotógrafo.

Complementando o material distribuídos às agências e diretores de arte ao ser entregue em uma caixa.

A caixa contém informações de suas habilidades, talentos e até mesmo seu portfólio com os trabalhos que já foram realizados pelo profissional e podem ser avaliados pelos interessados em seus serviços.

A criação deste cartão de visitas inovador e criativo contou com o auxílio de profissionais na área para obter uma versão miniatura do fotógrafo.

A embalagem também foi construída por designers, com o boneco à frente para chamar a atenção de quem receber o material.

No material tinha uma breve descrição como:

  • Seu cargo,
  • Área de atuação,
  • Características relevantes que podem levar à contratação,
  • Frase de impacto como “Muito boa câmera”,
  • Frase de impacto como “Capaz de voar”,
  • “Amado por 9 em cada 10 diretores de arte”

Fazendo brincadeiras com sua personalidade e trajetória para atrair ainda mais a atenção dos leitores.

Ao final, pode-se visualizar a frase “este não é o fotógrafo real, mas uma versão incrível dele”, fazendo referência à miniatura que foi criada.

Jens admitiu que gostaria que os seus clientes não só recebessem o cartão de visitas, mas também guardassem seu resumo como profissional.

Como fazer seu cartão de visitas se destacar em meio aos outros

Um cartão de visitas é uma ferramenta muito potente de apresentação pessoal que auxilia na captação de clientes.

O cartão também cria uma lembrança de sua marca para possíveis interessados.

É necessário que no cartão use um material realmente atraente e que possa passar todas as informações necessárias aos futuros consumidores de seus produtos e serviços.

Como diversos profissionais e empresas utilizam o cartão de visitas para apresentar-se, é necessário que o seu material destaque-se em meio aos outros para que seja lembrado no momento de necessidade ou desejo do consumidor.

Veja algumas dicas que podem auxiliar na construção de uma ferramenta poderosa para conquistar clientes.

As 5 Dicas Para Fazer Seu Cartão de Visitas se Destacar

1. Use os dois lados do cartão de visitas:

Uma forma de se destacar em meio aos outros com esta ferramenta gráfica é utilizar os dois lados do material.

Muitos profissionais e empresas julgam que somente uma face é lida, enquanto as informações podem ser distribuídas da melhor forma possível ao usufruir das duas faces.

É indicado, por exemplo, inserir o slogan ou nome do profissional em uma das faces e, atrás, inserir as informações desejadas do cartão de visitas como:

  • Nome,
  • Área de atuação,
  • Telefone para contato,
  • E-mail,
  • Endereço,
  • Outras informações de contatos caso necessário,

Importante ficar atento para não poluir nenhum dos dois lados do material.

2. Atente-se à ortografia:

O português correto aplicado ao cartão de visitas fará com que o material se destaque em meio aos outros.

Sempre realize uma revisão ortográfica da ferramenta antes de enviá-la para produção, garantindo que todas as informações estejam corretas e sejam passadas de forma clara ao consumidor.

3. Utilize uma única fonte:

A poluição visual também pode interferir muito na consideração do cliente ao receber o cartão de visitas.

Uma das maneiras de destacar-se com o material aos consumidores é utilizar somente uma fonte, permitindo que a arte fique mais clara e esteticamente agradável.

Ao utilizar uma só fonte, é possível estabelecer prioridade de informações ao utilizar letras em negrito, sublinhadas, diferentes tamanhos para dar maior visão àquilo que deseja atrair, dentre outras táticas que permitem não tornar o cartão de visitas muito monótono.

4. Relacione as cores:

Para fazer seu cartão de visitas se destacar em meio aos outros, uma das práticas mais utilizadas é relacionar as cores com sua personalidade como profissional.

Cada uma das tonalidades possui seus próprios significados, podendo priorizar as que mais lhe agradam e possuem compatibilidade com suas características.

Veja mais 10 dicas sobre cores neste artigo.

5. Crie um slogan pessoal:

Poucos profissionais realizam este tipo de estratégia para o cartão de visitas, permitindo que, ao aderir esta ideia, seu material possa se destacar em meio aos outros.

Esse é um detalhe que chama a atenção e permite transmitir a ideia de seus serviços e produtos em poucas palavras, resumindo o que você faz de maneira criativa e inovadora.

O slogan pessoal deve ser curto e conciso, normalmente inserido juntamente ao nome do profissional que deseja apresentar-se, com o slogan diretamente relacionado ao seu cargo ou área de atuação.

Cartão de visitas 2018: Usar ou não usar?

O uso do cartão de visitas já é uma tradição para empresas e profissionais que encaram este material como uma das principais formas de apresentação pessoal, com informações válidas e que são claramente mostradas aos consumidores e clientes interessados.

Atualmente o uso do cartão de visitas é uma dúvida para vários profissionais e empresas pelos avanços tecnológicos que podemos observar no dia a dia das pessoas.

Muitas vezes o uso do cartão é considerado uma abordagem ultrapassada aos clientes, com suas divergências de produção e uso desta ferramenta de marketing pessoal.

Será que vale a pena ter um cartão de visitas em 2018?

Devo usar ou não usar essa ferramenta para marketing pessoal?

Neste artigo vamos explicar os principais elementos necessários em um cartão de visitas e ser realmente você precisa usá-lo.

Principais motivos do uso ou não do cartão de visitas

A grande dúvida do uso ou não do cartão de visitas surge, principalmente, pelos avanços tecnológicos que foram desenvolvidos ao longo dos anos.

Muitas pessoas acusam que guardar os contatos e informações no celular, ou até mesmo utilizar redes sociais especializadas na carreira profissional, podem ser muito mais fáceis e práticas do que pegar um cartão de visita, julgando o material como descartável e desnecessário.

Por outro lado, o cartão de visitas é uma ferramenta que pode-se tornar muito importante principalmente de acordo com o porte do evento que a marca ou profissional irá comparecer.

Nesses eventos é mais fácil de distribuir o cartão de visitas para várias pessoas sem a necessidade de perder algum tempo com isso.

Motivos do uso do cartão de visitas em 2018

Ainda com os avanços tecnológicos e os diferentes dispositivos que estão disponíveis para os vários tipos de público, muitas vezes não é possível confiar 100% que esses aparelhos irão funcionar quando é mais preciso, que haverá uma conexão à disposição.

Mesmo que os smartphones, que carregam diversas funcionalidades atualmente, estará carregado para possibilitar o acesso à agenda e anotações neste dispositivo.

Ao invés de carregar um pequeno bloco de anotações consigo, o uso do cartão de visitas ainda é a melhor saída para estes casos.

Com um material já pronto e completo com todas as informações necessárias, é mais fácil prevenir-se para não enfrentar qualquer problema e conseguir captar e fidelizar clientes, sempre com um cartão de visitas em mãos para que se possa chegar ao sucesso profissional.

Cartão de visitas é facilmente descartado na atualidade

Outro quesito muito importante nos dias atuais relacionado ao cartão de visitas e seu uso por profissionais e empresas em 2018 é o descarte que é feito pelo cliente que o receber,

Primeiramente por conta da quantidade de informações que são recebidas diariamente pelos consumidores, com diversas publicidades, divulgações e diferentes outros conteúdos que todo mundo recebe todos os dias.

Há ainda formas de descarte que podem não ser proporcionais, sendo que muitos clientes perdem o cartão de visitas ou até mesmo colocam em um local que acaba caindo no esquecimento.

Para que o cartão de visitas não seja facilmente descartado nos dias atuais, é imprescindível que o profissional ou a marca que o está oferecendo atente-se aos diversos aspectos para a criação de um material relevante.

Antes de distribuir os cartões deve ser levado em consideração quando o cliente necessitar de determinado produto ou serviço oferecido por sua empresa.

É necessário ser criativo e inovador, além de transmitir dados claros, chamando a atenção dos consumidores e evitando que o descarte seja imediato como ocorre em muitos casos atualmente.

É necessário abusar da criatividade ao fazer um cartão de visitas diferente e que possa ser relevante para seus clientes, evitando que o material seja desperdiçado.

No artigo anterior falamos muito sobre quais as cores você deve usar no seu panfleto e as mesmas dicas servem para o seu cartão de visitas.

Há custos com a criação e produção do mesmo, fazendo com que seja atrativo aos olhos dos interessados e que o tradicional material de marketing pessoal não pareça ser facilmente substituído por um smartphone ou bloco de anotações qualquer.

Devo usar cartão de visitas em 2018?

O uso ou não do cartão de visitas é uma decisão somente do profissional.

Não é obrigatório o uso do cartão para realizar qualquer tipo de negociação ou captação de novos clientes.

Porém ainda é considerado uma ferramenta muito valiosa para todos os que buscam sucesso no mercado de trabalho e desejam obter um material facilmente distribuído.

Somente o cartão pode oferecer, de maneira concisa, todas as informações que são necessárias para a contratação ou compra de produtos e serviços ou até mesmo um emprego novo.

Dedicando-se à construção de um cartão de visitas criativo e relevante para todos os interessados e possíveis consumidores futuros, criando e produzindo uma ferramenta poderosa para marketing pessoal.

QUAIS CORES VOCÊ DEVE USAR PARA SEU PANFLETO VENDER MAIS?

QUAIS CORES VOCÊ DEVE USAR PARA SEU PANFLETO VENDER MAIS?


 

O uso das cores é tão importante para atrair os consumidores quanto a propaganda que se está fazendo. Inconscientemente, todos associam determinadas sensações ou conceitos às cores e o cliente precisa relacionar essas coisas ao que está sendo vendido.

Os cursos de Marketing ensinam sobre as “mensagens” que são relacionadas às cores e até sobre as suas combinações e é usual que as empresas que solicitam alguma forma de consultoria sejam aconselhadas a modificar as cores do seu slogan ou da sua propaganda. Por isso, será respondido “quais cores você deve usar para seu panfleto vender mais?”.

 

1) Cinza

 

Caso a propaganda seja sobre um serviço, como plano de saúde ou escolas, coisas que necessitam despertar confiança, o cinza é uma boa opção. No geral, essa é uma tonalidade associada à credibilidade: ela suscita a ideia de que aquela empresa é sólida.

É claro que o panfleto tende a não ser todo em cinza: é interessante colocar outra tonalidade junto para que não fique apagado demais. Uma das que costumam funcionar é o amarelo, bem como o azul escuro.

 

2) Laranja

 

Integrando as cores quentes, ela costuma ser usada em panfletos de eventos ou de lojas que querem destacar o verão. Também é usual que o laranja seja colocado nos panfletos de lanchonetes e todos esses tipos de propaganda mencionados têm uma coisa que os liga: a alegria.

Sempre que o serviço ou produto for relacionado ao lazer, pode-se empregar o laranja. É por essa capacidade enérgica, aliás, que muitos colocam essa cor juntamente a outras mais pesadas, como o preto. Com relação à tonalidade, é mais comum que se use o laranja bastante vivo, apesar de o mais claro funcionar bem quando se trata de propagandas de serviços estéticos, por exemplo, dentre outros de saúde.

 

 

3) Roxo

A tonalidade roxa faz parte dos panfletos de lojas, especialmente as de roupa feminina. No caso de aluguel de trajes, essa cor também é recomendada para a propaganda porque tem um apelo “chique”. Normalmente, o significado que se dá ao roxo é o de algo sofisticado, relacionado à nobreza.

Os panfletos que são sobre buffet ou outros serviços infantis também podem apostar no roxo: há pesquisas que dizem que essa cor está dentre a preferida pelos pequenos e por quem está na adolescência. Destaca-se que essa é uma cor muito imponente e que é difícil combiná-la com outras; dessa forma, o branco é uma opção e é vetado o preto porque torna a propaganda muito sombria.

 

4) Amarelo

 

O amarelo é uma das cores que pode estar em quase todos os panfletos. Uma das marcas que têm essa tonalidade em suas propagandas é o McDonalds, por exemplo, e é bem clara a ideia que esse Marketing quer trazer: a de alegria. Por isso, o amarelo é uma das melhores para quando se quer animar o cliente, fazer com que ele sinta que aquele serviço ou produto vai deixa-lo alegre.

Tal como o laranja, essa é uma cor que pode estar nos panfletos de lojas de biquíni ou então brinquedos. No entanto, ela requer elevado cuidado na hora da combinação: sempre se tem de coloca-la com cores escuras, uma vez que juntar o amarelo a um tom pastel, por exemplo, fará com que qualquer energia no panfleto seja apagada.

 

Veja o panfleto do mcdonalds, que associa muito à sua marca ao que citei acima:

 

O amarelo é uma forma muito interessante também de Destacar alguma frase no panfleto, principalmente quando o fundo dele é branco.

 

Você pode conferir isso vendo o meu artigo que mostra toda a anatomia do panfleto que gera U$ 13 mil todo mês.

 

5) Branco

 

O branco é a cor que a publicidade usa quando quer trazer a ideia de suavidade. Um exemplo: muitas das embalagens de itens light têm essa cor, inclusive como predominante. Outro conceito que se consegue com essa cor é a de abertura e é por isso que panfletos de escola ou de diversos cursos são bem-sucedidos quando tem a presença do branco.

Ao contrário do que é comum pensar, o branco não é uma cor que se pode misturar com todas. Retornando à cor amarela, foi falado que a combinação das duas traz uma atmosfera apagada e isso é estendido para qualquer tonalidade que seja, por natureza, clara demais.

 

6) Marrom

 

Essa é uma cor que se vê em panfletos referentes à comida e, realmente, não se indica que ela seja posta em propagandas de outros temas. Por outro lado, o marrom pode, sim, fazer com que se venda bastante: colocar em um panfleto a cor marrom com uma xícara de café fumegante, por exemplo, vai atrair muito no período de frio. O mesmo se diz para quem quer promover uma chocolateria: colocar um tom de marrom que remeta à cremosidade e as fotos dos chocolates dará uma sensação muito positiva.

 

7) Preto

 

As pessoas que têm a ideia de que a cor preta apenas vai remeter a algo fúnebre na publicidade estão perdendo clientes, uma vez que se pode tornar qualquer panfleto muito mais sofisticado quando se explora bem essa cor.

Um escritório de advocacia, por exemplo, que faz um panfleto com preto fosco e com a escrita cursiva em branco ou em cinza claro demonstrará sofisticação. Ressalva-se que o efeito dessa tonalidade é melhor quando se trata de um serviço formal, tal como a advocacia: para uma lanchonete, por exemplo, o preto servirá somente se estiver junto a cores bem fortes.

A tecnologia usou o preto por um bom tempo como forma de requinte. a apple com o seu iphone (e veja como hoje dão destaque ao preto no novo iphone) e a Blackberry usam muito esta cor.

 

8) Rosa

 

O rosa serve para os panfletos relacionados a dois tipos de sentimentos: se for algo mais terno, como uma propaganda de maternidade, utiliza-se o claro. Porém, as propagandas que se referem à feminilidade adulta têm de usar o rosa escuro, como os panfletos de maquiagem.

 

9) Azul

 

Uma das maiores utilidades da cor azul na propaganda é a calma: essa é uma cor que faz com que as pessoas descansem, com que desacelerem. Sendo assim, panfletos relacionados a escolas maternais podem utilizá-la, bem como as companhias de viagens para que seja invocado o sossego nos passageiros.

 

10) Verde

 

Olhando os panfletos de financeiras, ou seja, de fornecedoras de crédito, o verde é constante, já que se relaciona culturalmente ao dinheiro. Os supermercados podem recorrer ao verde também porque ocorrerá associação com a natureza e, consequentemente, com alimentos.

Veja como o verde se insere em toda a comunicação do banco original, por exemplo:

 


 

ISSO AQUI REALMENTE É UM PANFLETO?

 

ESTES DOIS DESIGNERS MERECEM MEIA RECOMPENSA
 

 

Assim como se tem panfletos que têm equívocos na sua confecção e, assim, ficam ineficientes, também existem panfletos que são absolutamente inteligentes, mantendo todas as principais orientações do Marketing. As empresas que conseguem distribuir um panfleto bem preparado têm um bom porcentual de aumento em seus negócios e, especialmente, na maneira como os seus consumidores os veem.

Para exemplificar melhor como um panfleto vencedor precisa ser, serão usados dois deles: um será da Fiat e o outro da Provence. Os dois são empreendimentos que têm sucesso e é claro que a sua forma de propaganda coopera com essas conquistas. A respeito dos panfletos desses dois lugares, vamos saber porque a cabeça desse designer deveria ter uma recompensa.

 

Antes, vejamos os panfletos:

  

 

Objetivo

 

Os dois panfletos foram feitos pela Fiat e pela Provence com um objetivo claro e isso é visível para o consumidor. No caso da montadora, era chamar a atenção para a queima de estoque através de um trocadilho com o maior sucesso musical no país em 2012.

Já no caso do residencial, o objetivo era para comunicar que os veículos da promoção estavam em suas últimas unidades; já falando do residencial, o seu objetivo era chamar a atenção para as últimas unidades do projeto.

 

Títulos atrativos

 

Ainda que o panfleto tenha informações essenciais para o consumidor, é possível que ele não o observe se o título não o arrebatar. A Fiat utilizou uma música do cantor Michel Teló como base para uma paródia, inclusive com o famoso “Nossa, nossa” bem no centro do folder. Como essa música estava tocando muito, quem via aquelas duas palavras logo remetia àquela canção, ou seja, criava-se uma identificação divertida.

A Provence, mesmo sendo sutil, usou um título potente: “ O FUTURO TEM LUGAR PARA COMEÇAR”. Assim, ela reforçou o grande benefício do seu produto: oferecer um local para que a família do comprador comece a conquistar um futuro melhor.

 

Mistura de cores

 

Os designers sabem que as cores mal combinadas podem representar o fim de qualquer panfleto que pudesse ter sucesso e esses dois folders estão com cores que combinam e cujos significados também estão em consonância.

Começando pelo panfleto da Fiat, ele tem o fundo em amarelo ouro e as suas letras em tons de vermelho. Essas duas são algumas das cores que mais transmitem ação e alegria, o que é essencial para que os consumidores procurem as concessionárias e adquiram os últimos carros.

Uma vez que sabia que a jogada com a canção de Michel Teló seria proveitosa, o seu “Nossa, nossa” está em um tom azul claro para ficar diferente. A tonalidade que o designer usou também foi planejada: como o folder está inteiro em motivos alegres, usou-se o azul claro para que essa vivacidade não fosse apagada por um tom de azul escuro.

A Provence é bem constante no que diz respeito ao seu objetivo: passar confiança. E ao mesmo tempo sem passar a ideia de que é um residencial para ricaços. Se fosse essa a ideia, teria apostado no prata, dourado ou preto.

 

 

Impressão

 

Os folders de ambos os locais têm cores intensas e aparentam brilho na superfície, características essas de que o papel é de qualidade e de que foi feita uma impressão profissional. Essa parte nunca deve ser subestimada pelo empresário: não adianta que o designer tenha um excelente folder, mas que a impressão seja ruim.

 

Nenhum exagero

 

Os panfletos precisam estar entre o SER COLORIDO e o NÃO SER IRRITANTE, sendo essa uma divisão difícil de se visualizar às vezes. Porém, os dois folders utilizados nesse texto estão nessa margem de bom senso. Falando do folheto da Fiat: ele é bastante colorido, mas o fato de serem cores que combinam (mesmo o azul no título) faz com que fique tudo bastante agradável. A mensagem que as três cores transmitem também se completam, tornando essa propaganda ainda mais satisfatória.

A respeito do panfleto do residencial,também não peca pelo excesso: as cores estão harmoniosas e existe uma economia de texto: o estabelecimento somente se anunciou, o que era o objetivo.

 

Áreas vazias

 

Existe uma regra no Marketing que é a de deixar espaços vazios no folder, especialmente quando as cores que se utilizou são fortes. A justificativa para essas áreas em branco é haver um espaço onde os olhos do consumidor possam descansar, ocorrendo isso nos dois panfletos.

No da Fiat, a parte que fica embaixo do título tem o fundo branco e as linhas escritas são pequenas; no caso das palavras maiores, elas estão em azul claro, ou seja, é uma área menos colorida e que traz um contraste de descanso com os outros tons fortes.

O panfleto da Provence é todo pintado, mas tem uma parte de descanso visual ao centro.

 

Boa ilustração

 

Deixar que o consumidor visualize aquele produto é importantíssimo para que ele deseje compra-lo e isso serve quando se faz um panfleto também. Os dois analisados aqui têm imagens: há dois carros da Fiat no primeiro e o símbolo que está no logo do residencial deixa bem claro o produto.

 

Estes panfletos estão bons, mas poderiam ser ainda melhores se seguissem as dicas que um empresário americano usa e faz ele faturar 13 mil dólares por mês com panfletos.

 

Eu particularmente acho que faltou a estratégia que ensino neste artigo para que os dois panfletos vendam mais...

Se tivessem aplicados as dicas que ensino nestes dois artigos que citei, mereceriam uma recompensa inteira...

 

Morgan.


 

7 DICAS ESSENCIAIS PARA SEU PANFLETO VENDER

 

7 DICAS ESSENCIAIS PARA SEU PANFLETO VENDER

 

A realização dos panfletos é uma coisa padrão na maioria dos negócios comerciais. Entretanto, será que todos os que os fazem conseguem mais vendas? Certamente, não, já que existem os panfletos que são mesmo eficientes e os que, por erros na hora de criá-lo, tornam-se ineficientes.

Isso faz com que os empresários pensem em quais coisas precisam colocar no folder a fim de que os clientes sejam atraídos. Para responder, serão vistas abaixo 7 dicas essenciais para o seu panfleto vender.

 

Depois das dicas abaixo, a quantidade de panfletos que chegaram ao destino correto ( o destino 4) será muito maior. Se você ainda não sabe, aqui estão os 4 destinos prováveis do seu panfleto.

 

Então, vamos lá:

1) Benefícios verdadeiros

 

As frases mais genéricas não são suficientes para que um cliente seja atraído, o que significa que não adianta escrever que é a “melhor loja de roupas da região”. Qual é o motivo para ela ser a melhor? Se os motivos são que ela tem peças para todos os sexos e que os pagamentos são parcelados, além de troca garantida, tudo isso precisa ser escrito no folder.

O que se quis especificar com o exemplo anterior é que o panfleto precisa mostrar benefícios de verdade e toda empresa sempre tem algum: ainda que seja “produtos de qualidade assegurada”.

 

Um exemplo excelente, é o deste empresário, que vende mais de 13 mil dólares com panfleto todos os meses.

 

"

Descubra Como Dobrar A Atratividade da Sua Casa Com um Truque Simples e Rápido Por Apenas $69

"

Neste artigo, neil patel ensina a criar títulos.

 

2) Qualidade na hora de imprimir

 

 

Para que os consumidores sintam que a empresa tem alto profissionalismo, é preciso que o seu panfleto seja profissional. Se é um escritório que faz cozinhas planejadas, por exemplo, como o cliente confiará nos projetos se o próprio folder não está bem-feito?

Para que o panfleto tenha credibilidade, é necessário que a tinta seja de qualidade e que o papel também o seja. Com essas duas coisas, é mais fácil de a impressão ficar bem-feita e, assim, os consumidores confiarem mais.

Nesse item, vale mencionar como um designer é fundamental: se a empresa quer mostrar aos consumidores um panfleto profissional, ela precisará de um designer e também de uma gráfica. A ideia de confeccionar os folders no computador de casa pode parecer atrativa por representar economia, mas o prejuízo para a credibilidade da companhia pode ser muito pior.

 

3)  Promoções

(exemplo de promoção da amazon.)

 

A publicidade costuma usar uma coisa que se chama senso de urgência, ou seja, é a ideia que se manda para o consumidor de que ele precisa procurar aquele estabelecimento logo porque há poucos produtos ou porque as condições facilitadas vão acabar.

Esse tipo de panfleto faz mesmo com que as vendas sejam maiores. No entanto, é importante não enganar o consumidor: se aqueles produtos não forem limitados ou se não for uma promoção de verdade, isso será negativo do ponto de vista da imagem e ainda pode render uma punição do Procon.

 

 

4) Cores

 

 

Fazer a combinação certa de cores é um meio importante para que os panfletos vendam. Um dos primeiros cuidados é que as cores combinem: da mesma forma que se faz quando se escolhe uma roupa, é necessário que as tonalidades não sejam nem apáticas demais e nem fortes a ponto de serem agressivas.

Antes de fazer a combinação dessas tonalidades, deve-se pesquisar o que elas querem dizer: será que um panfleto em preto é o ideal para falar do café da manhã que a padaria vende? Será que utilizar o laranja, que é a cor relacionada ao nascer do sol, não faria o folder mais contextualizado?

 

 

5) Ter dados de contato

 

 

Mencionar dezenas de benefícios não terá qualquer validade no caso de a empresa não por os dados de contato: se não tem os telefones, como o consumidor interessado vai contratá-la?

Outro cuidado para que os folders melhorem as vendas é sempre colocar esses contatos depois de todas as informações: quando o consumidor vê o número de telefone, ele não pode visualizar outras coisas que possam prejudicar a ideia imediata de contatar a empresa.

 

 

6) Faça revisão

 

 

Poucas coisas podem anular mais um panfleto do que um erro de Português. No geral, os consumidores observam muito isso e a imagem das companhias que lançam folder com palavras erradas é muito prejudicada. Por isso, o foco não pode ser único no conteúdo ou nas imagens: é muito relevante que se leia e que se atente para os erros ortográficos.

Ainda que a empresa contrate uma gráfica, é possível que algum erro de digitação seja esquecido. Se o local é de confiança, isso ocorre pouco, mas ainda é necessário que a empresa avalie antes de autorizar a gráfica a realizar as impressões.

 

 

7) Não exagerar nos desenhos

 

 

Às vezes, pode-se visualizar folder nos quais existem tantas imagens e tantos balões com promoção que se tem má impressão. É por causa disso que se reforça: o panfleto precisa ter meio termo. É verdade que ele tem de ter cores e que colocar fotos é quase uma obrigatoriedade, mas tudo de forma balanceada. De fato, orienta-se deixar alguns pontos sem nada no panfleto. Esses são espaços estratégicos que permitem que o cliente “respire” de tanto dado.

 

 

O depois do panfleto

 

 

Ainda     que o folder tenha essas 7 características, precisa existir uma panfletagem adequada para que a empresa venda. Isso quer dizer que se tem de selecionar bons lugares para que os panfletos sejam entregues, tais como os semáforos ou então as principais ruas de comércio.

Até o horário em que se realiza a panfletagem é determinante: os horários de pico são os que existem mais clientes em potencial. Porém, o domingo à tarde não costuma juntar tantos indivíduos na rua, fazendo com que a panfletagem não tenha muitos resultados.

Manter o folder atualizado é mais um passo vital. Imagine-se que um consumidor viu um panfleto que mostrava promoção X e, por isso, procurou a empresa, mas aquela promoção não existia mais; é claro que foi gerada uma decepção. Pior é quando o consumidor se interessa muito e tenta se comunicar com a empresa, mas o contato que está no folder está desatualizado.

Esses são detalhes que fazem com que as vendas sejam impossibilitadas e que têm de receber atenção. É importante atualizar também os tipos de serviço: o panfleto não pode citar “instalação de drywall” no caso de a empresa ter deixado de fazê-la.  

Clique agora no play, ele vai ajudar você a aprender mais sobre fazer uma panfletagem perfeita:

 







 

View older posts »

Search

Archive

Comments

There are currently no blog comments.